O site Huffpost TV publicou essa semana duas entrevistas com o pessoal de Supernatural. Essa aqui é a primeira delas. A outra virá em breve, pois estamos traduzindo (ou ao menos fazendo um resumo).


Essa entrevista foi feita numa visita da jornalista aos sets e Jensen e Jared falam sobre a jornada dos Winchesters até aqui. Temos uma palavrinha de Sera Gamble também.


É uma entrevista muito boa, com pontos de vistas interessantes dos dois sobre a série e seus personagens. A da Sera tem algumas coisas que já foram vistas, mas ainda tá valendo.

Quem quiser ler no original, em inglês, CLICA AQUI.


Agradeçamos a Clarice pela tradução. (Valeu Cla!)



 
SUPERNATURAL: JARED E JENSEN PONDERAM SOBRE A JORNADA DOS WINCHESTERS

Agora que o show está na sua sétima temporada, alguém poderia imaginar que os atores e equipe de produção estão se sentindo cansados e apenas esperando pelo próximo pagamento (os escritores inclusive fizeram piada sobre a longevidade do show na temporada passada com o episódio “The French Mistake”). Mas felizmente, a paixão e dedicação ao show parece estar exatamente igual, como o pessoal do HuffPost TV pode atestar na semana passada durante a uma visita ao set de filmagens desta serie Cult.

Jared Padalecki (JP) e Jensen Ackles (JA) sentaram com o pessoal do HuffPost TV para uma conversa profunda sobre os personagens deles, a sequência da narrativa desta temporada, mostrando como eles estão engajados, e por vezes também especulando sobre as possíveis enredos, e também aproveitando a oportunidade para agradecer os fãs pelo grande apoio que recebem.

Como eles normalmente são mal interpretados nas entrevistas, nós tentamos ser o mais fieis possível as respostas deles (na medida do possível, colocando a resposta por completo). Nós também tivemos a oportunidade de conversar com a produtora executiva Sera Gamble pelo telefone e dar mais contexto – apesar de estarmos tão próximo ao final da temporada, o segredo do show está sendo guardado a sete chaves. Nós  teremos mais de Ackles, Padalecki e Gamble nos próximos dias, mas aqui é um pouco mais do que um aperitivo para nosso paladar ávido de novidades que estão por vir nos próximos episódios.

Jared você já representou o Sam com diversas facetas, de viciado em sangue de demônio a sem alma para o que temos agora, tipo que perdendo a cabeça (a sanidade) – como você aborda esses diferentes aspectos da personalidade de Sam, em termos de preparação?

JP – Eu descobri desde cedo que você tem que ter (deixar) a mente bem aberta a todas as possibilidades. Diferente de um filme, um show de TV é algo como você lê algo para este episódio e tudo muda nos próximos – você realmente tem que aprender a se deixar levar pela correnteza. Sabe, em filmes, você tem um script completo, e então tem dois meses para se preparar. Então você sabe de onde seu personagem veio e para onde vai. Você sabe onde ele começa e termina. Num show de TV, você não sabe para aonde você vai pelo resto da primeira temporada, ou se vai haver uma temporada inteira, então temos as temporadas 2 e 3. Você não tem ideia nenhuma para onde o seu personagem vai, mas você tenta ser o mais fiel possível ao momento que está representando, e com sorte, num show tipo Supernatural, você começa a viver o personagem em termos de episódio a episódio. Nós não estamos contando uma história sobre dois caras numa escola e nada disso é  realidade. Então é fácil, nas idas  e vindas com nossos fãs, nos divertirmos mais juntos. Eu apenas tento ser o mais fiel possível à história que estou contando.

Jensen, nos sabemos que Sam irá pirar (perder a cabeça) no episódio 17, e que Dean deixa bem claro que é o único a estar lutando  e sendo a base de apoio a Sam neste momento, onde este episódio deixa Dean no sentido emocional.

JA – Bom, por sorte (dos personagens) eles já passaram por bastante coisas. Eles já passaram maus bocados entre eles e sozinhos. Então existe uma união entre eles (um elo) que faz com que quando um não está bem, está quase para cair, fraquejando ou desistir, o outro também é afetado. Então com certeza iremos ver Dean sendo afetado (pelo o que Sam está passando). O quanto isso ira afetá-lo, isso vai depender de algumas coisas. Nós vimos Dean beber muito este ano. Nós os vimos sem nenhuma motivação – o que tem sido diferente de uma temporada a outra. Você vai para a primeira temporada e verá que Dean é a força motriz lá, o que queria achar o pai. Ali você vai para a segunda temporada, os papéis se invertem, Sam se torna o motivador, tentando entender o por quê de tudo estar acontecendo. Então são estes fatores que diferenciam uma temporada da outra e as estórias, até os scripts. Então você vê Dean tomando conta do irmão. Ele quer fazer todo o possível para ajudá-lo, ele tem que ser o forte para que o seu irmão continue no caminho certo.  

Jared voce já mencionou que quer que história sobre os Leviatãs se aprofunde nesta temporada e com possibilidade de na próxima também, eles são uma grande ameaça. Você consegue ver isso acontecer, pelos scripts que tem recebido?

JP – Sim, quero dizer, na minha opinião. Eu já li até o episodio 21. Então, há somente dois episódios restantes que ainda não li, e a minha opinião não é necessariamente importante, mas acho que o Jared ficará muito chateado se a história tiver um fim (agora). Eu acho uma história muito boa. Eu adoro Dick Roman. Eu gostaria de ver como os Leviatãs e Crowley e os Demônios  irão se desenvolver. Eu acho que é uma história muito interessante e muito divertida de atuar, e nos divertirmos com eles, nós já fizemos vários episódios no arco mitológico, em contra posição a episódios com começo meio e fim. Então, sim, eu gostaria de ver como ficaria essa história dos leviatás, e que isso não necessariamente terminasse com o fato de acharmos como acabar com eles. Então, com um pouco de sorte, nós poderemos continuar mais um pouco.

O Dean continua com a sua fixação quase kamikaze em acabar com Dick Roman?

JA – Eu acredito que sim, existem várias coisas acontecendo ao redor dele o distraindo um pouco do seu objetivo, coisas como a volta de Cas e ele esta lidando com o problema do irmão. Mas sim, ele ainda está muito focado em se vingar. Sim ele está zangado com o mundo e com tudo ao redor dele. E sim, ainda entorpecendo os seus sentimentos com uísque ou qualquer outra coisa que ele consegue alcançar. Mas no final creio que haverá um clímax, e eu creio que o show está indo bem nos dando perguntas e abrindo as portas para várias respostas quanto a história destes personagens. E eu acho que isso é muito importante, uma fórmula que tem dado certo e feito o nosso show o sucesso que é, e é muito legal ver isso acontecer. Eu não sei se haverá mais uma temporada com os Levitãs, mas acredito que temos muito material a ser explorado. Eu não sei o que será decidido se ir ou não ir por esse caminho. Não sou pago para tomar essas decisões.

Sam tem muita coisa acontecendo com ele neste momento, mas ele também está muito preocupado com o fato do irmão estar bebendo demais e com suas tendências suicidas quando se trata de Dick Roman. Quais são os seus sentimentos de como Dean está lidando com isso nestes episódios até o final da temporada?

JP – Bom, o Sam faz uma referência a isso numa conversa com o Bobby, tipo “Eu sei da onde vem a minha loucura – está tudo dentro de um lugar só.”  E principalmente no final da quarta temporada quando ele se juntou a Ruby ao invés de ouvir o que o irmão lhe disse ou de qualquer outra pessoa. O Sam está bem ciente dele mesmo e dos seus problemas. Ele encarou os seus problemas e quer que o irmão faça o mesmo. Eu acho que ele está muito preocupado com o irmão, mas, obviamente também tem muitas coisas acontecendo com ele. Estes irmãos partilham do mesmo objetivo – matar o mau, caçar as coisas ruins. Então eles têm a capacidade de colocar (os problemas deles) num compartimento separado. Mas alguma coisa está cozinhando (em fogo lento) e isso é que tem mantido a história na sétima temporada tão forte. Sam está tentando tomar conta de si mesmo e do seu irmão. E o irmão dele esta tentando tomar conta de todos mundo menos dele mesmo, então veremos para aonde isso irá até o final desta temporada.

Os fãs têm varias teorias de como (talvez) as duas últimas temporadas foram apenas um sonho, então tudo poderia retornar (de como era antes) na oitava temporada, o que vocês acham disso.

JA – (rindo) Acho que fomos nós que começamos o boato.
JP – Bem, acredito que fomos nós que começamos isso. Nós dois adoramos essa idéia. A gente não sabe nada sobre isso, é apenas um boato. Eu e Jensen estamos muito empolgados (investidos) no show. Ele tem sido a nossa vida pelos últimos sete anos, nós já conversamos milhares de vezes de como gostaríamos que o show acabasse, como os nossos personagens deveriam terminar. Essa é a nossa última ideia, mas eu não acho ….
JA – Mas não somos escritores, nem pretendemos ser.
JP – Nem falamos com nenhum deles sobre isso. Mas eu acho que seria muito legal voltarmos como era antes, termos esta oportunidade, voltarmos a fórmula original do Supernatural, o que foi o nosso pão e manteiga durante sete temporadas,e com Chuck e Cas e Bobby e todo o pessoal.

Talvez vocês tenham alguma folga…

JP – (rindo) Sim, nós matamos um montão dos nossos amigos, e agora eu tenho um bebê a caminho, então.
JA – Não apenas ter uma folga. Eu quero dizer, com o passar do tempo nós nos tornamos amigos fora e dentro da tela, nós construímos um bom relacionamento com as pessoas, principalmente com alguns atores convidados recorrentes os quais são muito valiosos na tela. Voltar para o começo, uma das muitas razões as quais eu acredito fizeram o show um sucesso, é que no começo Eric (Kripke – criador de Supernatural) escreveu um script incrível, criou dois personagens maravilhosos, que a química entre esses personagens era palpável. Eu quero dizer, você mergulha nesse universo. Você realmente se apaixona por esses dois irmãos e a coisa mais legal do show é o relacionamento que cresceu com outros personagens através dos anos. E isso é algo que tanto ele quanto eu realmente apreciamos, é o relacionamento com outros personagens e ….

JP – Isso também passa para o Sam e Dean.

JA – Com certeza.

JP – Eu quero dizer, vimos Sam e Dean em sintonia ou não. Então agora nós os vemos com outros amigos, com outra família, com inimigos, com conhecidos, quem quer que seja. E Jensen e Jared também conheceram muitas fãs ao redor do mundo. Nós já fomos a tantas convenções e tivemos oportunidade com as fãs que fizeram com que o show continuasse pelas primeiras temporadas. Foi o suporte online que nos colocou para cima e fez com que fôssemos escolhidos para uma nova temporada, nós tivemos a oportunidade de falar com eles – tête-à-tête, muitas vezes, tipo no final de semana passado. Então  é legal, os fãs todos amam estes personagens também. Então, é algo legal para os fãs, para nós, para todos.

Nós teremos mais sobre JA e JP na próxima semana, principalmente em relação ao retorno do Castiel, o colapso do Sam e o que tudo significa para os personagens. Nós também conversamos com a produtora executiva Sera Gamble (SG) sobre algumas coisas que os atores falaram, aqui esta uma palhinha…
Vamos falar um pouco do episódio da sexta (passada) – nos vamos ver Dean caindo na dança graças as sapatilhas enfeitiçadas?
SG – (rindo) Todos querem que ele dance! Eu direi ao Jensen que há um clamor generalizado pedindo que ele dance, e vamos voltar ao assunto novamente.
Parece um episódio engraçado, mas que traz a mitologia um pouco mais adiante?
SG – Sim, nós demos umas pitadinhas aqui e ali. Eles estão em contato com o Frank por todo o episódio. Embora Dean esteja trabalhando  numa caçada convencional, ele esta muito atento a tudo que se refere ao Dick, o que ele anda fazendo e tudo mais. Dean quer se sentir em controle da situação, ver se há algumas novidades naquele front, então ele fica ligando para o Frank toda hora.
Eu estava no set semana passada e o Jensen mencionou que coisas estranhas estavam acontecendo com o Dean ultimamente, felizes coincidências e ajudas inesperadas. Você poderia falar algo sobre isso  e talvez nos dizer o que pode significar?
SG – Sim, uma das coisas mais importantes que esta acontecendo com os dois, principalmente com o Dean, é que ele esta de luto pela perda de Bobby. Qualquer coisa que seja que aconteça, por menor que seja, ele fica se perguntando se por uma acaso não seria o Bobby. Mas o que eles começam a perceber é que tudo que esta acontecendo ao redor deles é na realidade uma maneira de lidar com a perda de um ente querido, isso acontece com todos nós, se acreditarmos ou não no sobrenatural, se já passamos por um décimo do que os meninos passaram. A diferença é que talvez a nossa maneira de ficar ou estar de luto é diferente deles, por exemplo, nós acharíamos que estaríamos vendo nossos entes querido em todo lugar. Mas com Sam e Dean de luto por alguém eles começam a sentir essas sincronicidades tipo “A página realmente se mexeu? A cerveja desapareceu? “   Eles vão pegar o EMF por que essa é a maneira como eles vivem, e essa é a maneira deles encararem o mundo. Então, essa é uma maneira que nós estamos explorando o sofrimento deles (luto).
Jared disse que os Levitãs são uma ameaça tão grande que ele ficaria feliz de vê-los ficarem por mais tempo, na próxima temporada. Quais são os seus planos para onde a história deles estaria indo?
SG – Nós decididamente estamos numa corrida para decidir o que vamos fazer com eles – nós colocamos no quadro “Como trapacear o Dick.” (rindo) Ele esta sendo motivo de várias piadas no canto dos escritores. Mesmo dizendo que nós esperamos trazer um grande clímax , tudo tem uma nova relevância quando está falando sobre matar o Dick! Vamos fazer e tudo terá que estar meio que resolvido até o episódio 23. Mas obviamente, o quão resolvido? Isso ainda não foi previsto. Nós sempre gostamos  de sair com um grande “cliffhanger”(um final com suspense)
Jared e Jensen – e algumas fãs – tem a teoria de que a temporada toda ou pelo menos as duas últimas temporadas foram um sonho, assim eles poderiam trazer de volta os personagens como Castiel, Bobby e Chuck. Qual é a sua opinião sobre isso?
SG – Jared e Jensen têm esta teoria? (rindo).  É a minha favorita, mas eu sempre me senti muito desapontada quando um show fez isso antes, colocou várias possibilidades e não as explorou. Não, tudo esta acontecendo. Mas a boa notícia em Supernatural é que a morte é extraordinariamente permeável em nosso show. Então desta forma podemos trazer de volta alguns personagens (algumas versões de nossos personagens) incluindo Sam e Dean que já morreram várias vezes. Dean provavelmente morreu mais de 1000 vezes.
(Nota: Nós vamos fundo na história do retorno de Castiel, mas como temos certeza de que algumas fãs estão curiosas, aqui vai um bônus;)
A morte não é problema em Supernatural, então como você vê a situação de Castiel numa oitava temporada, caso haja uma?
SG – Nós deixamos a porta aberta para ele. Nós não o atingimos com um raio. E caso, mesmo que tivéssemos, não faria muita diferença. Mas a temporada ainda não está confirmada. Mas temos um relacionamento  muito bom  com Misha. Mas o Misha agora também é um ator muito ocupado, então vamos ver como as coisas ficam.


CLIQUE AQUI para ler a parte 2 dessa entrevista