[Análise Hunter] 12×20 – Twigs, Twane and Tasha Banes

By

Então Castiel decidiu que vai proteger o fio do demo…
Então ele desapareceu de novo pra ajudar a mãe do fio do demo…
E isso é “o futuro”.
OK…
To com um pouco de medo.

O 12×19 teve um gosto de “cuma?” pra mim. Resetaram a cabeça do anjo, foi? Quantas vezes Cas vai fazer besteira pensando estar ajudando? Ele ainda não aprendeu? Nessa de “ele faz parte da família”, os Winchester já perdoaram cada absurdo do Castiel… O que adianta cobrar a presença dele e de Mary se aparentemente eles não podem ajudar? A cena da fita k7 emprestada? Muito pouco, tarde demais, como eles dizem lá. Ou Castiel devolveu a fita por estar com vergonha de ganhar presente enquanto atrapalha? Totalmente solta, só serviu para o anjo reconhecer que tem feito m**** atrás de m****. E naquela cena mesmo iria fazer mais uma.

A cena do Sam descobrindo o que fazer foi SENSACIONAL! A tranquilidade que de repente surge nos olhos dele quando a realização surge… IMPAGÁVEL!! E finalmente parece mesmo uma solução. Tudo bem que agora eles terão que encontrar Kelly Kline e passar por cima do cadáver do traidor, digo, Castiel (depois de roubar o Colt, do que mais posso chamá-lo?), mas a extração da Graça pode funcionar. Além disso, quero que me expliquem que poder SuperMario mata tão facilmente um príncipe do Inferno.
E nesse enrosco todo, a Colt foi destruída.  😥

Sim, eu estou dando uma passada pelo mundo maravilhoso do 12×19 por dois motivos: em primeiro lugar porque esse trecho vai me ajudar a comentar o 12×20 e pra explicar por quê não saiu Análise Hunter do episódio passado.
Não que seja desculpa, pelamordedeus, mas a tarefa estava nas mãos do paizão Bruno e a gente o perdoou total e completamente por não cumpri-la. Pra quem não sabe, o Bruno e a esposa já haviam decidido que o bebê que esperavam se chamaria Samuel em homenagem ao nosso caçulão aí. Qual não foi a surpresa do casal quando o rapazinho decidiu vir ao mundo no dia do aniversário do homenageado?? Pois é!!! O Sammy deles nasceu no dia 2 de maio e ficou todo mundo meio besta. IMAGINA QUE FELICIDADE!! Confesso que eu mesma só lembrei da AH na quinta, dia do 12×20. Explicado, né? E em tempo, mais uma vez: PARABÉNS, Bruno e Jaque! Que o pequeno Samuel seja muito feliz e saudável sempre!

Quanto ao 12×20, a sensação pra mim foi de fim da hipocrisia. No meio de um roteiro que particularmente me agrada, quando o espectador conhece o vilão antes dos mocinhos, tudo pareceu convergir para abrir os olhos de todos para a verdade da temporada. Um vilão manjado desde o início (pelo menos para mim, era) para escancarar o verdadeiro vilão: Ketch e seus amiguinhos bebedores de chá das 5.

Falei da retomada da extração da Graça porque, nesse episódio, Supernatural trouxe de volta alguns assuntos pendentes. Não querendo fazer a diferentona, mas só a mim incomoda como eles se esquecem facilmente de soluções, atitudes e saídas que sabiam algumas temporadas atrás? Existe sempre uma hipocrisia que permeia a série, como uma sede de lembrar que os outros devem fazer o que é certo quando sabemos que SPN só está no ar até hoje porque tanto Dean quanto Sam já usaram métodos pouco ortodoxos inúmeras vezes para trazer o irmão de volta. Como podem, por exemplo, dizer a Max que não pode trazer a irmã gêmea e a mãe de volta dos mortos?

Eu gosto (gostava?) desses gêmeos e acho que teria gostado da Tasha Banes. Penso que aparecerão de novo, infelizmente em uma situação ruim, porque de acordo com a mitologia de Supernatural, dos personagens principais ao figurante número 33, quem sai da linha reta paga o preço da pior maneira possível – a não ser que seja Jesse, o anticristo.

Mary… ah, a polêmica Mary… Bem, ela finalmente abriu os olhos para a realidade dos Homens das Letras britânicos. A mim pareceu que é a primeira vez que ela vê o lado sádico de Ketch, ou não teria se aliado a ele… em mais de uma forma. Tá bom, o cara é gato, mas Mary… falta de caráter é o maior corta tesão do mundo. Eu ainda entendo os motivos dela (é meio solitário aqui na ilha dos que concordam comigo) tanto para não grudar nos filhos quanto para se aliar a quem ela acha que pode limpar os EUA dos seres sobrenaturais, mas falo mais sobre isso se esse texto já não ficar quilométrico.

Mary. Agora ela viu o sadismo de Ketch, soube que ele andou matando quem os filhos dela pouparam, sabe que ele está atrás de Sam e Dean, viu o corpo de Mick… Entende como o paralelo foi oportuno? 1) Nós conhecíamos o vilão antes dos mocinhos tanto no episódio quanto na temporada e 2) Eles veem a hipocrisia cair por terra em se tratando de justificar os meios pelos fins para manter a família unida e 3) membros das famílias parecem compreendem a engrenagem que move aquele núcleo um pouco tarde demais. Me explico:

  1. A feiticeira manjada: estava meio na cara que a senhorinha mal humorada era a vilã da vez, faltando apenas mostrar por quê. Com Mary e Ketch foi a mesma coisa. Nós já sabíamos dos planos dos HdLB, mas eles não. Ouço com certa frequência – especialmente em eventos do FC, como o que rolou nesse último fim de semana, Up!ABC aqui em São Paulo – fãs dos Winchester dizendo que “Pô, eles tinham que saber! Estava na cara! Eles são os Winchester!” Cara, você anda vendo muita série de super-herói e isso está te fazendo confundir meus heróis sem capa com aqueles que têm superpoderes. Estava na cara para nós, mas não para eles. Tanto Sam quanto Dean têm ali uma intuição de que algo está mal contado, mas não sabem exatamente o quê. Ambos já demonstraram temer ser o ciúme da mãe a fonte do mal-estar. Eles só sabem que ali tem coisa, mas respeitam a vontade dela. Não poderia ser diferente. Vão fazer o quê? Prendê-la em casa? O que nos leva ao item…
  2. Max trouxe a irmã de volta, talvez venha a trazer a mãe, já que não permitiu que os Winchester acompanhassem a cremação dos corpos. Dean tem razão. Mesmo sendo fortes e conhecendo os riscos e implicações, os irmãos já fizeram pactos, driblaram anjos, demônios, Lúcifer, a Morte, Deus, a Escuridão e tantas outras entidades para não perder o último membro da família. Em nome do “Não há eu se não houver você” não há nada mais hipócrita do que algum dos dois dizer que é errado alguém querer a família do seu lado. A situação só vai virar problema se o roteiro do 12×23 mostrar os dois querendo trazer Mary de volta com  99% do fandom contra ela.
  3. Os filhos de Tasha Banes já haviam compreendido a dinâmica da família, coisa que Dean demorou a perceber com relação a eles e a Mary. Uma família não precisa viver grudada. Cada um pode ter seu trabalho, seu prazer, sua opinião, seu momento ‘me deixa’ e mesmo discordâncias abismais. Tudo bem! Assim como Tasha, Mary é caçadora, tem seu próprio instinto, suas opiniões e principalmente filhos adultos. Tasha age como Mary – e olha que pelo jeito ela criou os filhos, digo, não houve intervalo que fizesse um bebê de 6 meses se tornar um homão de quase 2 metros de altura num piscar de olhos. Todos ali compreendem que filhos não tiram a carreira da mãe, que não vê sua vida como ‘um empecilho à prioridade que ela deveria dar à família’ (pois é, tenho ouvido uns comentários bem machistas para defender por quê Mary está errada). O perigo é uma constante em suas vidas e isso não prende ninguém pelo umbigo. É óbvio que eu entendo o apego de Dean que, além de amá-la, sabe que a mãe é uma bigorna para eles quando o assunto for Mary virar moeda de troca, o que acontece exatamente a partir de agora, mas sua preocupação de filho não pode ser solucionada com uma brusca mudança na personalidade da mãe. Nada na história da série desmente essa personalidade forte que Mary está mostrando agora. Mesmo com dois filhos pequenos, ela chegou a se separar de John; vimos uma caçadora que desafiou ao pai e a Azazel sem medo quando ela era bem jovem. A imagem um pouco sagrada de Mary no inconsciente coletivo do fandom não tem lá muita razão de ser. E poxa, eu não esperava diferente da mãe desses dois badasses! John, que era o desavisado do casal (embora devamos nos lembrar que ele era o descendente dos HdL), aprendeu rápido a alma do negócio, imagine ela, que já nasceu com as caçadas no sangue! É bem verdade que ela não é lá muito de abraçar, como diz Alicia, mas é uma excelente caçadora. Eu só sinto muito que esse talento tenha sido usado para jogar a personagem direto na antipatia da maioria do fandom, que antes chorava só de pensar num desfecho trágico para ela e agora torce para que ela morra, como mostra o resultado de uma enquete que fizemos no Facebook.

Em suma, não sei se quem acertou foi o roteirista Steve Yockey ou o diretor Richard Speight, Jr (sim, mais um ep do Trikster! Sp8 is gr8!), mas forçar na mão na pimenta do paralelo absoluto tornou esse 12×20 bem mais interessante para mim. E pra vocês?

PS: Dean segurando a taça de vinho… hahahaha! Ogro lindo da minha vida!

PS2: Chuta no saco, Mary! Ketch até falou fino depois daquilo!!

PS3: “A mãe deles saiu pra caçar e não volta pra casa há uma semana.” Ai, Sam, bem nos feels!!

CARRY ON!

5 Comments
  1. Andréia Pereira 7 meses ago

    Adorei sua análise Vicki
    Valeu a pena esperar.
    O que vc disse do 12×19 é exatamente o que eu acho,provavelmente o Castiel vai ser(de novo!!!!)enganado.
    Gostei do 12×20 e tbm gostei dos gêmeos e da mãe deles.
    Em especial,gostei muito do Max,olha pode ser que eu esteja delirando,mas pra mim ele é a versão gay do Dean e eu adorei.
    Tão feliz e despachado,mas tão vulnerável.
    Lembra alguém?
    Sofri com ele perdendo a mãe e a irmã e eu achei isso ótimo porque faz tempo que não me importo com personagens coadjuvantes.
    Muito ansiosa pelo que está por vir.
    Abraços pra todos.

  2. cris 7 meses ago

    Posso só aplaudir? Porque é só o que sobrou pra acrescentar. Inclusive os PS 1, 2 E 3.
    E carry on!
    AH! Em tempo: parabens ao papai Bruno e mamãe Jaque. O garotão parece que já nasceu fã, pois escolheu a dedo a data pra chegar.

  3. Lani 6 meses ago

    Olá!
    Eu esperei feito louca pela AH do episódio 19, mas já perdoei. Rss…
    Sobre os episódios. Cara, eu sabia que o Cas ia fazer alguma burrada das boas (pra variar), ainda mais que entraram os anjos na parada. Detestei que o Josué morreu assim, sei que a “princesa do inferno” é super forte e tals.. Mas não gostei nadinha dele ter voltado a série e já ter morrido. Foi muito rápida a participação dele, eu esperava mais sabe?! Não sei se sou a única trouxa, mas ok! (acho que queria mais ação. rss)
    Fiquei indignada com o Cas pelo que ele fez com os meninos, mais uma vez decepcionando o Dean principalmente. Outra coisa, onde estavam os poderes do Castiel?????!
    Gente fazia mto tempo que não via o Cas desmaiando alguém ou fazendo qualquer outra coisa que mostrasse que ele ainda tinha poderes. Sério msm, não me lembro dele usando em nenhum momento nos últimos episódios. O que pensei foi: Será que o baby Lu deu alguns poderes para o Cas??! (To esperando até hj o Cas voltar a ser aquele anjo da 4ª temporada ¬¬).
    Surtei totalmente com o que o baby Lu fez com o Cas. Foi TOP demais, acabou com a Dagon feito um nada. Hahahaha… E ao msm tempo fiquei emocionada. Acredito sim que o baby Lu possa ser do bem.
    Agora falando sobre o ep. 20, o que foi aquele ep??? Gostei muito, a pesar de tudo. Não imaginei que alguém morreria. Sei que é SPN, mas msm assim me surpreendi. Fiquei mto triste pelo Alex, amei a família dele e olha no que deu. Muito obrigada SPN!!
    Pensei em tantas coisas para dizer sobre esses episódios, mas sempre acabo ficando sem palavras. Eu to amando cada parte desta temporada. Pra ficar completa só falta o Bobby, sinto tanta falta dele. </3
    Análise mais que perfeita. Parabéns Vicki!!
    Sobre o Ketch: Dá na cara dele DEAN!!!!!!! (Sem comentários sobre a Mary, Vicki já disse tudo)
    AAh.. adotei 2 gatinhas e coloquei os nomes de Mary Dean e Nina Charlie, precisava homenagear minha amada série de alguma forma, msm já tendo um irmão chamado Sam. RSS <3
    XOXO

  4. Lani 6 meses ago

    Esqueci de dizer que estou sentindo mta falta dos comentários de várias pessoas daqui do site. (Não citarei nomes pq vou esquecer alguém. rs) Espero que voltem logo! xx

  5. Débora Lopes 6 meses ago

    Oi Vicki! Oi pessoal!! Prá não perder o costume, mas de forma verdadeira: bela análise Vicki! Como sempre!! E já estamos na reta final dessa temporada!! Nem dá pra acreditar. Amanhã (18/05), os últimos episódios e aí como ficamos??Respondo por mim: desesperadamente ansiosa!! Tenho minhas crenças ( não verdades): Mary pode nos surpreender de forma positiva; Cass: bobagens a vista e eu espero que ele se redima. Mas, espero que os roteiristas não façam o que fizeram ao final da décima primeira: aquela coisa do Dean dizendo que ele é como um irmão…. irmão é o Sam! Cass é o anjo do senhor, então que faça o seu papel de anjo! Lucifer: por favor, não volte os olhos para o Sam! Crowley: eu acho que ele volta. Miguel: não faço muita questão! Quanto aos britânicos: quem não morrer, tomara que voltem pra terra da rainha. Incluo aí a chaToni e Mr.Ketch; O baby Lucifer… pensei em algo envolvendo a Mary…. pensei!! E Sam e Dean…. espero que os roteiristas caprichem! Tomara que tenhamos muito “tiro, porrada e bomba” ( né Thais?) Supernatural é o que é, graças a eles! Nada mais tem sentido, se eles não forem o centro da trama! Acho que essa temporada foi muito boa, gostei mesmo. Como eu disse tenho minhas crenças e não achei o retorno da Mary tão decepcionante assim. Torço por Sam e Dean! Amo esses personagens! E que venham os episódios finais!! Ah…. oxigênio por favor!! Beijos Vicki! Beijos pessoal!
    PS:- Lani: parabéns pela adoção das gatinhas! Lindos nomes! E concordo com você: pessoal sumidinho… vamos aparecer!! beijos!!

Leave a Comment

You may also like

Hot News